Cristais, MG


Cristais é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 9.865 habitantes.
O desbravador da região do Rio Grande, onde hoje se localiza o município de Cristais, foi o bandeirante Lourenço Castanho Jaques, o Velho, provavelmente de 1675 a 1690, quando perseguia os habitantes naturais da região, os índios Cataguases Em 1746 fez-se a primeira referência histórica ao atual município, através de um documento expedido pelo governador Gomes Freire de Andrada para atacar e destruir o Quilombo do Ambrósio I, onde se localizava a Primeira Povoação do Ambrósio, hoje região do atual município de Cristais. As primeiras Sesmarias foram concedidas em meados de 1760, sendo que em 1771, quase todo o município de Cristais pertencia a Romão Fagundes do Amaral. Em 1791 registrou-se uma provisão pelo bispo de Mariana para uso de uma ermida, sob a invocação de Nossa Senhora da Ajuda, para os moradores do " Rio Grande dos Cristais". Em 13 de Dezembro de 1880, o distrito de Cristais foi elevado à categoria de freguesia (paróquia); foi nomeado o primeiro vigário: Pe.
Custódio Ferreira dos Reis e delimitadas as divisas da nova freguesia que correspondem, atualmente, às do município. O cristal de rocha, abundante na região, teria atraído os primeiros habitantes para o local. Razão também do topônimo, conhecido, desde os primórdios, agregado ao nome da padroeira. O arraial, já no início da sua formação, era chamado " Arraial Nossa Senhora da Ajuda do Rio Grande de Cristais".
Com uma área de 629,5 km² de extensão territorial, densidade demográfica 14,46 hab/km², Cristais está localizada na zona geográfica do Campo das Vertentes, no sudeste de Minas Gerias, inserida na região administrativa do Alto do Rio Grande, fazendo divisa com os municípios: Formiga, Candeias, Campo Belo, Aguanil, Boa Esperança e Guapé. A sede está subdividida em bairros: Centro, Campinho, Serra, Morro Eduardo, São Vicente de Paulo, José de Assis Carvalho, N.S. Aparecida, Souza Reis, Campos Elíseos, Fonte, Alvorada, José Henriqueta, Maria Idalina Maia, Sta. Helena, Águas de Cristais, Cinqüentenário, Vista Alegre (Chácara) e Novo Horizonte.
Fazem parte do território municipal, as comunidades: Segredo, Ribeirão dos Cavalos, Meia-laranja, Rosas, Fernandes, Coqueiros, Mapam, Barreiro, Areião, Tambor, Quebra-cangalha, Monjolos, Serrinha, Lambarí, Pântano, São Pedro, Bugios, Campo Redondo, Martins, Mata, Alves, Alvarenga, Òleo, Costas, Valadões, Souzas, Capão Redondo e Chácara. Cristais é um município atípico porque, embora esteja situado à margem direita do Rio Grande, é cercado ao norte , oeste e sul pelas águas do lago de Furnas. Em muitos trechos essas águas o invadem, quase cortando-o ao meio, alcançando abrangências de 101 km² de espelho d' água. Cristais faz jus à denominação de Município Lindeiro. Porém, sua sede, situada mais ao centro-sul do município, não é banhada pelas águas da represa.
Resumir
Fonte: PORTAL CRISTAIS MG
Compartilhar on Google Plus

About Pr joão Monteiro


sou Bispo da igreja batista ebenezer!!!!!  em universidade:

Teologia casado com Rosangela Monteiro treis filhos 

lindos  estor na  obra Missionaria


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado Pela Sua Visita

12/06/2012

Cristais, MG


Cristais é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2004 era de 9.865 habitantes.
O desbravador da região do Rio Grande, onde hoje se localiza o município de Cristais, foi o bandeirante Lourenço Castanho Jaques, o Velho, provavelmente de 1675 a 1690, quando perseguia os habitantes naturais da região, os índios Cataguases Em 1746 fez-se a primeira referência histórica ao atual município, através de um documento expedido pelo governador Gomes Freire de Andrada para atacar e destruir o Quilombo do Ambrósio I, onde se localizava a Primeira Povoação do Ambrósio, hoje região do atual município de Cristais. As primeiras Sesmarias foram concedidas em meados de 1760, sendo que em 1771, quase todo o município de Cristais pertencia a Romão Fagundes do Amaral. Em 1791 registrou-se uma provisão pelo bispo de Mariana para uso de uma ermida, sob a invocação de Nossa Senhora da Ajuda, para os moradores do " Rio Grande dos Cristais". Em 13 de Dezembro de 1880, o distrito de Cristais foi elevado à categoria de freguesia (paróquia); foi nomeado o primeiro vigário: Pe.
Custódio Ferreira dos Reis e delimitadas as divisas da nova freguesia que correspondem, atualmente, às do município. O cristal de rocha, abundante na região, teria atraído os primeiros habitantes para o local. Razão também do topônimo, conhecido, desde os primórdios, agregado ao nome da padroeira. O arraial, já no início da sua formação, era chamado " Arraial Nossa Senhora da Ajuda do Rio Grande de Cristais".
Com uma área de 629,5 km² de extensão territorial, densidade demográfica 14,46 hab/km², Cristais está localizada na zona geográfica do Campo das Vertentes, no sudeste de Minas Gerias, inserida na região administrativa do Alto do Rio Grande, fazendo divisa com os municípios: Formiga, Candeias, Campo Belo, Aguanil, Boa Esperança e Guapé. A sede está subdividida em bairros: Centro, Campinho, Serra, Morro Eduardo, São Vicente de Paulo, José de Assis Carvalho, N.S. Aparecida, Souza Reis, Campos Elíseos, Fonte, Alvorada, José Henriqueta, Maria Idalina Maia, Sta. Helena, Águas de Cristais, Cinqüentenário, Vista Alegre (Chácara) e Novo Horizonte.
Fazem parte do território municipal, as comunidades: Segredo, Ribeirão dos Cavalos, Meia-laranja, Rosas, Fernandes, Coqueiros, Mapam, Barreiro, Areião, Tambor, Quebra-cangalha, Monjolos, Serrinha, Lambarí, Pântano, São Pedro, Bugios, Campo Redondo, Martins, Mata, Alves, Alvarenga, Òleo, Costas, Valadões, Souzas, Capão Redondo e Chácara. Cristais é um município atípico porque, embora esteja situado à margem direita do Rio Grande, é cercado ao norte , oeste e sul pelas águas do lago de Furnas. Em muitos trechos essas águas o invadem, quase cortando-o ao meio, alcançando abrangências de 101 km² de espelho d' água. Cristais faz jus à denominação de Município Lindeiro. Porém, sua sede, situada mais ao centro-sul do município, não é banhada pelas águas da represa.
Resumir
Fonte: PORTAL CRISTAIS MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário